Televisão tem tecnologia para localização de desaparecidos

Além de elevar a qualidade das transmissões, o Sistema Brasileiro de Televisão Digital tem funcionalidades extras para facilitar a acessibilidade de deficientes auditivos e visuais aos conteúdos exibidos através de Closed Caption e Audiodescrição. Aproveitando as possibilidades de sistema, a ShowCase Pro desenvolveu uma solução que acelera a localização de pessoas desaparecidas, emitindo avisos durante a programação das emissoras.

Graças a camada de dados usada nas transmissões para enviar Guia de Programação, Closed Caption e Audiodescrição aos televisores, também é possível comunicar desaparecimentos a um grande número de pessoas na região das ocorrências e facilitar a localização nas primeiros horas. Foto e informações de contato são agregadas à transmissão a partir de solicitação de órgãos do governo e exibidas, independente da programação que está na ar.

Para colocar em prática esse serviço de extremo valor social é necessária a adesão das emissoras brasileiras e a regulamentação pelo governo. Nos televisores atuais, também é preciso ativar o serviço de Closed Caption para ver as mensagens, mas no futuro esta função pode ser automática.

Iniciativas do gênero existem no exterior há mais de duas décadas, sendo o Alerta AMBER a mais famosa. Ele foi criado em 1996, no Texas (USA), depois de uma menina de 9 anos, chamada Amber Hagerman, ser sequestrada e encontrada sem vida. O intuito do alerta é fazer com que a população ajude a achar crianças que foram sequestradas com mais rapidez. Além de ser uma homenagem a menina, a sigla AMBER significa “Americ’as Missing: Broadcast Emergency Responde”.

O alerta é disparado através de todos os meios de comunicação, Rádio, TV, Celular, Letreiros (em estradas, ônibus e outros), com informações sobre a criança raptada, veículo que a criança está ou sobre o sequestrador. O sistema já é utilizado nos Estados Unidos, Canadá, México, Austrália, França, Irlanda, Malásia, Reino Unido, Bélgica, Bulgária, Chipre, República Checa, Alemanha, Grécia, Itália, Países Baixos, Polônia, Portugal, Eslováquia e Espanha.

No Brasil a importância do assunto é ainda maior. Um levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública analisou 693.076 boletins de ocorrência registrados entre 2007 e 2016, chegando a um resultado assustador: oito pessoas somem por hora no Brasil. A edição de 2018 do mesmo estudo, feito sob encomenda do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, somou 786 mil desaparecidos nos dez anos anteriores. Deste total, até 400 mil são crianças e adolescentes.

Uma marca que expressa a busca por inovação através da tecnologia para impulsionar o potencial humano.
Post criado 71

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo